Serviço de Tradução Técnica do Catalão - Empresa de Traduções - All Tasks

Serviço de Tradução Técnica do Catalão

Catalão: o idioma de Andorra

Língua românica, tal qual o português, francês e espanhol, o catalão é falado por mais de 5 milhões de pessoas, e compreendido por cerca de 9 milhões. Na Catalunha, nas Ilhas Baleares e na Comunidade Valenciana (onde é chamado de valenciano), divide o estatuto de língua oficial com o espanhol. Também é falado na Faixa de Aragão, na cidade de Algueiro (Itália) nos Pirineus Orientais (França) e em El Carxe, um território da região espanhola de Múrcia.

Por Juliana Tavares
A língua catalã, do grupo das neolatinas, teve uma formação lenta e progressiva. Segundo linguistas, parece que as mudanças mais profundas na pronúncia, na forma e no significado das palavras ocorreram entre os séculos VII e VIII. Nos séculos XII e XIII, a Catalunha se anexou à Mallorca e ao País Valenciano, iniciando a expansão política e cultural dentro da Península Ibérica – o que fez com que o catalão surgisse como língua diferenciada do latim, com feições próprias.Os primeiros textos escritos conhecidos são fragmentos da versão catalã do Fórum Iudicum e do sermonário Les Hores d’ Organyà , ambos do século XII. Neste período, a Catalunha intensificou os vínculos culturais com a Occitania (França), influenciando a literatura regional da época. Apenas no final do século XIV, com as mudanças políticas e culturais levadas a termo pela burguesia, é que o Catalão se transforma numa língua apta para todos os usos públicos e sociais, dividida em diversas variedades geográficas do idioma: o catalão do norte-ocidental, o valenciano, o catalão central, o setentrional, o balear e o algerês.

Entre os anos 1939 e 1975, durante a ditadura subsequente à Guerra Civil, a perseguição da língua catalã foi intensa e sistemática, com proibição da edição de livros, jornais ou revistas, envio de telegramas e conversa telefônicas no idioma, sendo transmitida apenas entre familiares. Com a liberdade democrática, a Constituição de 1978 reconheceu a pluralidade linguística da Espanha e determinou que as línguas espanholas diferentes da castelhana poderiam ser oficiais, de acordo com os estatutos de autonomia. Hoje, segundo dados da Unesco, o catalão é a vigésima segunda língua mais traduzida para outras línguas do mundo e, de acordo com um estudo da Softcatalà, uma associação sem fins lucrativos, cujo objetivo fundamental é fomentar o uso da língua catalã na informática e nas redes sociais. O catalão é a vigésima terceira língua mais utilizada na Internet.

Plenamente codificado, normalizado e padronizado, o catalão possui estudos sobre gramática, lexicografia, etimologia, dialetologia, terminologia e história da língua ou onomástica comparáveis aos das grandes línguas latinas. De acordo com a publicação “O Catalão: língua europeia”, do departamento de cultura da Catalunha, o idioma possui um dicionário normativo (o do Instituto de Estudos Catalães) e conta com um grande número de dicionários editoriais. Além disso, o catalão tem capacidade para elaborar e difundir uma grande variedade de neologismos. Motivo pelo qual a tradução técnica para o catalão exige conhecimento de especialistas no idioma e seus dialetos.