Serviço de Tradução Técnica do Dinamarquês - Empresa de Traduções - All Tasks

Serviço de Tradução Técnica do Dinamarquês

Dinamarquês: uma herança dos vikings

Com o mais alto nível de igualdade de riqueza do mundo, a Dinamarca é um país escandinavo da Europa setentrional, que possui mais de 5 milhões de habitantes que falam o dinamarquês. O idioma, que tem certa familiaridade com o norueguês e o sueco, também é falado em algumas regiões da Alemanha, Groelândia e Ilhas Faroe.

Por Juliana Tavares
Os primeiros textos em dinamarquês datam aproximadamente do ano de 1200. Nesse período,exploradores, guerreiros, comerciantes e piratas escandinavos conhecidos como vikings invadiram e colonizaram grandes áreas da Europa e das ilhas do Atlântico Norte – razão pela qual o idioma é, hoje, um recorte interessante de diferentes tipos de cultura, tendo sido influenciada por um grande número de dialetos regionais.Apenas no século XIII, quando aconteceu a reforma Protestante no país, surgiu o dinamarquês moderno, a partir do dialeto falado pelos habitantes de Copenhague, centro cultural, econômico e político da nação. Essa nova estrutura da língua é utilizada até hoje no país.

O idioma tem uma gramática parecida com a do inglês, e registra semelhanças também com a gramática alemã. A língua é dividida em três grupos: Jysk (falado na região de Jutlândia); Omál (dinamarquês insular, falados nas ilhas Fiónia, Zelândia, e nas ilhas menores ao sul) e Bornholmsk (na ilha de Bornholm, ao sul da Suécia). Já os demais dialetos são falados por cerca de 3 milhões de dinamarqueses.

Além disso, a característica mais interessante do dinamarquês é o modo de articulação sonora, que teve origem no acento tônico, que está sempre na primeira sílaba da raiz da palavra. Sendo assim, tornou-se comum dizer que a maior dificuldade do idioma está na pronúncia – e não na gramática.
As palavras são formadas, como no alemão, por prefixação, sufixação e composição. Os verbos são transitivos ou intransitivos, tendo vozes ativa e passiva e modos indicativo e imperativo com vestígios do subjuntivo.

O idioma utiliza o alfabeto latino e possui 9 vogais: a, e, i, o, u, y, æ, ø, å. A vogal Æ,æ funciona como o É do português, ou como o Ä do alemão. Já a vogal Ø,ø não tem equivalente no português, sendo intermediária entre O e E, como Ö no alemão ou o Œ do francês. Por fim, Å,å é equivalente ao fonema AA para se escrever pronomes, e foi introduzido pela reforma ortográfica de 1948.

Com tantas peculiaridades, a tradução de documentos em dinamarquês deve ser feita por profissionais altamente capacitados. A All Tasks, especializada em realizar traduções de documentações técnicas de grande porte, normas técnicas e tradução de manuais técnicos, mantém uma equipe qualificada e conhecedora das peculiaridades do idioma.