Serviço de Tradução Técnica do Grego - Empresa de Traduções - All Tasks

Serviço de Tradução Técnica do Grego

Grego: o idioma das ciências e das artes

O pai de todas as línguas ocidentais exerceu forte influência no vocabulário científico e técnico de todo o mundo, principalmente nas áreas de astronomia, filosofia e antropologia. Pertencente à família das línguas indo-europeias, ao lado de línguas extintas como o latim e o sânscrito, e de línguas “vivas” como o inglês e as línguas neolatinas (francês, espanhol, catalão, italiano, português, romeno, etc.), o grego possui características que requerem cuidados na tradução para qualquer outro idioma.

A All Tasks, especializada na tradução de documentações técnicas de grande porte, normas técnicas e manuais técnicos, mantém uma equipe altamente qualificada para atender a grandes demandas de trabalho de tradução para o grego.
Idioma indo-europeu, o grego possui mais de três mil anos de história. A começar pelo alfabeto, derivado do semítico, que surgiu na Grécia Antiga trazido por mercadores fenícios. Adaptado pelos gregos com símbolos sem valor fonético para representar as vogais – que, até então, não eram enfatizadas – pode ser considerado o pai de todos os alfabetos ocidentais, inclusive o latino.Já a língua foi influenciada pelos diversos dialetos de povos que fizeram parte da Grécia Antiga. Porém, foi o grego ático, falado na região de Atenas, o dialeto de prestígio do grego antigo. A hegemonia cultural do Império Ateniense e a adoção posterior do grego ático pelo rei Felipe II da Macedônia (382-336 a.C.), pai do conquistador Alexandre, o Grande, foram os fatores chave para garantir a supremacia do ático sobre os outros dialetos gregos. A expansão do império helênico legado por Alexandre (323 – 31 a.C.) transformou o grego numa língua mundial. Idioma dos conquistadores, o grego era considerado mais sofisticado que o latim, então falado pelas classes inferiores da sociedade romana dominada.

Embora a Grécia, hoje, tenha um papel secundário no contexto político-cultural da Europa, a influência da língua grega sobre as línguas europeias é tão forte que, em 1959, o economista grego Xenophon Zolotas escreveu um discurso em inglês valendo-se quase que exclusivamente de palavras do grego. Língua dos poemas homéricos, o grego é falado, atualmente, por cerca de 17 milhões de pessoas, além de ser uma das 23 línguas oficiais da União Europeia. Também é reconhecido como língua minoritária em países como Itália, Albânia, Armênia e Ucrânia e em países que receberam imigrantes gregos, como Austrália, Estados Unidos, Egito, Turquia e Bulgária.

Segredos do grego

O grego sofreu uma série radical de alterações de pronúncia, o que tornou o sistema fonológico do grego moderno significativamente diferente ao do grego antigo. Em vez do sistema de vogais do grego antigo, com quatro níveis de alturas das vogais, diferença de duração e múltiplos ditongos, o grego moderno tem um sistema simples de cinco vogais.

Como a maioria das línguas indo-europeias, é uma língua flexível- razão pela qual a tradução de documentos do grego para outros idiomas exige alto nível de conhecimento do especialista. As terminações das palavras variáveis mudam de acordo com a função sintática. Há cinco casos de substantivos (nominativo, genitivo, dativo, acusativo e vocativo); três gêneros (masculino, feminino e neutro); e três números (singular, dual e plural). Os verbos têm quatro modos (indicativo, imperativo, subjuntivo e optativo); três vozes (ativa, média e passiva); e três pessoas (primeira, segunda e terceira). Além disso, é uma das poucas línguas indo-europeias que ainda conserva a forma passiva sintética.

O alfabeto grego antigo possui caracteres cuja decodificação requer um tempo maior de habituação e familiarização – o que exige atenção redobrada na hora de traduzir documentos do grego para qualquer outro idioma. No entanto, essa dificuldade é compensada pelo fato de o alfabeto grego ter correspondência com o alfabeto latino em grande parte das letras.

Já o grego moderno possui o mesmo alfabeto que o ocidental. Apesar de haver uma grande quantidade de palavras iguais no grego antigo e moderno, a pronúncia e acentuação do grego moderno, seu uso, sintaxe e declinação são diferentes. Como os pontos delicados desta língua estão na pronúncia e na ortografia, e a bibliografia em português ainda é muito escassa, os esforços na tradução de documentos para o grego também devem ser cautelosos e feitos por especialistas.